ARQUITETANDO – MARCIO KOGAN

Não sei se todo mundo aqui sabe, mas além do meu gosto por moda, eu sou na verdade estudante de arquitetura em Balneário Camboriú. Esse mês na Vogue Casa, li uma reportagem super legal sobre meu arquiteto number one: Marcio Kogan.

A reportagem é detalhada em cima de uma das obras dele, a Casa Cobogó. Um projeto ficou pronto no final de 2011 e mistura arquitetura comtemporânea com elementos de artes assimilados ao batuque do samba de raíz. Daí a palavra “cobogó“. A casa, feita em um monobloco pré-moldado de cimento, argila, vidro, gesso e cerâmica, reúne arte e funcionalidade com ambientes abertos e interior preservado ao mínimo.

Fachada da casa. Mistura de elementos.

A parede de cerâmica com textura vazada, valoriza e cria efeito de iluminação sobre o piso da sala.

Ambiente amplo, interagindo com o jardim e preservando decoração simples mas com personalidade.

Jardim externo no mesmonível da casa.

A veneziana feita com painéis de madeira mostra o constraste da obra entre moderno e elementos naturais. A ambientação do quarto acompanha a proposta de naturalismo dentro de um “bloco de concreto”.

Conforto minimalista a beira dalareira.

Os projetos de Marcio, sempre feitos com linhas retas, prioriza minimalismo e conforto. Ele costuma brincar com texturas de materiais tecnológicos com elementos naturais (madeira, pedras e fibras). As construções – quase sempre suportadas por pilotis – parecem flutuar, infatizando a impressão de leveza e refinamento que ele incorpora em todas as suas construções.

Pra vocês conhecerem um pouco mais dos traços dele, aí vão algumas casas já executadas aqui pelo Brasil:

Casa Paraty: é o meu projeto preferido. Já ganhou o prêmio de Melhor Design do Ano e o seu acesso só é permitido somente por barco.

Casa Punta: Também segue a ortogonalidade, mas dessa vez em plano horizontal, sem suporte de pilotis.

 Decameron: esse é talvez um dos projetos mais inusitados do Marcio. Seguindo a linha ecológia das obras, ele insere os caixotes dentro de uma construção em concreto e vidro, com pé direito duplo. Gosto muito como ele brinca com as cores do container contrastando com o reto do projeto, mais parecido com o estilo dele.

Quem quiser conhecer outros projetos e saber um pouco mais sobre o arquiteto, não deixa de acessar o site dele clicando AQUI.

Gostaram?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s